domingo, 7 de novembro de 2010

Provérbios

- ... Quando a esmola é demais o santo desconfia. Eu já devia saber que não ia ser tudo um mar de rosas. Afinal, a árvore se conhece pelo fruto.
- É... casa de ferreiro espeto de pau. Mas como você se deixou abater assim?
- Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura. Furei. E depois, você sabe, a corda sempre arrebenta do lado mais fraco.
- Nada como um dia após o outro, é o que sempre digo. Pelo menos a intenção foi boa...
- Ah, mas de boas intenções o inferno está cheio! Quero mais isso não.
- Tem razão. Mas, você sabe o que dizem: a esperança é a última que morre.
- Mas morre.
- Não fale assim! Quem espera sempre alcança!
- Ou cansa. Sei não. Acho que entrei num mato sem cachorro. Você que é feliz.
- Ora, que é isso! A grama do vizinho sempre parece mais verde, mas não necessariamente é.
- Pode ser. Ai, será que vou ficar nessa situação pra sempre?
- Calma, a justiça tarda mas não falha. E depois... quem com ferro fere, com ferro será ferido.
- Mas se na casa do ferreiro o espeto é de pau...
- ...

3 comentários:

docedeclinio disse...

Hahaha, ótimo texto! Muito bom!

Matheus Marins Alvares disse...

Como fugir dos clichês usando só clichês?!
Depois me conta!

Laís disse...

Ahhhh Muito bom!
:)