quinta-feira, 15 de julho de 2010

Tapa na cara

- ... Pior que estar dividida entre uma coisa e outra; é estar dividida entre nada e coisa nenhuma. A angústia é tão grande que você nem sabe o real motivo dela existir. Talvez o motivo seja o medo de descobrir que entre nada e coisa nenhuma não há escolha possível. Na verdade, nunca houve a opção de escolher entre um e outro, pois ambos não existem. E por isso vem a angústia. Porque é verdade, e você sabe. Só não quer enxergá-la. Não quer enxergar que inventou um universo de possibilidades irreais. Um universo de mentiras que parecem verdade. Mas quando você pára e vê... Vê que nada disso existe... Descobre que entre o nada e coisa nenhuma não existe saída, que era melhor nunca ter se feito essa pergunta, que era melhor ter continuado no caminho traçado e não criado um desvio...
E o pior é que você já sabe de tudo isso. Porque continua cometendo os mesmos erros. Sofrendo pelos mesmos motivos. Você não muda, não é mesmo? Parabéns. Ganhou o prêmio de sofredora do ano. E agora? O que vai fazer com isso? Vai continuar suspirando de angústia ou vai tentar mudar alguma coisa?
- Vou mudar...
- Muito bem. Agora pára de chorar e vá fazer alguma coisa de útil com sua vida. Quem sabe, vivê-la.
- É uma boa ideia... Sabe, da próxima vez... É melhor me dar logo um tapa na cara. É menos doloroso.
- Talvez. Mas de que adiantaria? Você não ia aprender, não é mesmo?
- Tem razão...
Limpa as lágrimas. Deixa a angústia de lado. Sai de casa, e vive sua vida.

2 comentários:

Hélder Ferreira disse...

Pungente! São sempre tocantes os seus textos, minha querida, e, por isso, uma satisfação redobrada em espiar o seu blog. Bjs, Hélder

docedeclinio disse...

Diferente (isso é bom).