terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Você

Quem é você?



Que surge do nada

irrompe em meus sonhos

me deixa abalada?



Quem é você?



Que me vira do avesso

bagunça meu sono

com seu beijo travesso?



Quem é você?



Que me tira do sério

com seu jeito risonho

me dizendo impropérios?



Seja quem for,

quero seu amor.

Vem, chegue de mansinho,

cheio de carinho,

me dê um beijinho

pra sarar a dor.

------------------------------------------------

Estou começando a esquecer, tenho a impressão de já ter escrito algo muito parecido. Mas como não encontrei o poema, fica esse novo, com um quê de repetição (que talvez seja só implicância minha); mas afinal, o que é que eu faço nesse blog a não ser me repetir, discursando over and over again sobre meus sentimentos que são sempre os mesmos? Pelo menos me trazem palavras bonitas.

Um comentário:

Bárbara Reis disse...

Que lindo,Luiza! Versos bonitos merecem ser repetidos.